FAMÍLIA ABENÇOADA

FAMÍLIA ABENÇOADA
 
Assunto Específico:Em busca do que se perdeu.
Texto: Lucas 15:8-10
INTRODUÇÃO:
A família tem sido o alvo tanto de Deus para edificá-la, como também do inimigo para destruí-la.
Outro problema que tem feito com que as famílias percam alguns valores é a correria do dia a dia, em função do capitalismo, que tem cerceado o tempo dos pais (os conjugues) e também em relação aos filhos.
DEFINIÇÃO DE LAR: Lugar onde se mora e se vive. Portanto, é o lugar onde deveríamos ver a alegria transbordando.
UMA FIGURA CHEIA DE VERDADE
DRACMA = Moeda = valores = 10 dracmas = 10 valores
A mulher tinha 10 valores, perdeu 1 valor e procurou até achar.
Quais os valores que já sumiram em sua casa? Em seu casamento?
O que você tem feito para resgatá-los?
VEJAMOS ABAIXO ALGUNS EXEMPLOS DE VALORES PERDIDOS
01.SUMIU A DRACMA DO RESPEITO:
Respeitar é considerar o valor do outro. Quem respeita, ouve com atenção e participa dos sonhos do outro. 1 Pedro 3.1 e 7.
Sumiu o diálogo e o respeito entre pais e filhos. Leia Cl 3.20-21.
Quantos maridos desrespeitam suas esposas no relacionamento sexual. 1 Co 7.3-5
02.SUMIU A DRACMA DO SACERDÓCIO: 1 TM 3.2-5; TT 1.6
Antes de ser sacerdote na igreja, o homem tem que ser sacerdote na sua própria casa. O sacerdócio começa no lar. Não é porque vai governar a igreja que o bispo tem que ter um bom lar, mas sim o contrário. Ter um lar pastoreado é o ministério básico de todo homem, e se não souber exercê-lo, o homem não poderá crescer na sua responsabilidade espiritual e ministerial. Acerca deste assunto, a Palavra de Deus ainda diz: “alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados” (Tt 1.6). O homem tem que ser o pastor do seu lar; isto é requisito não só para quem ingressa no ministério, mas é exemplo de vida cristã. Pais crentes não terão filhos crentes se não investirem na vida espiritual deles; é necessário ministrar e ensinar cada um deles a andar com Deus.
03.SUMIU A DRACMA DO DIÁLOGO: 1PE 3.10
Se nossos pensamentos estiverem bons, as palavras serão doces.
Se nossas palavras estiverem doces, o ambiente no lar será saudável.
2 Co 14.20, “sede meninos na malícia, e adultos no entendimento”
“E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” CL 3.17
“Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.” 1 Co 15.33
“Põe, ó SENHOR, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios.” Salmos 141.3
“A vossa palavra seja sempre agradável.” Cl 4.6.
“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, SENHOR, Rocha minha e Redentor meu!”- Salmos 19.14
04.SUMIU A DRACMA DA VIDA SEXUAL: 1 CO 7.3,4; PV 5.18,19
A vida sexual do casal é para seu prazer, e não só para gerar filhos. É dádiva de Deus e tem a sua benção. Vejamos alguns princípios bíblicos:
a) Intimidade - “… viu que Isaque acariciava Rebeca, sua mulher”. (Gn 26.20). Este texto fala de uma intimidade que deve ser cultivada entre marido e mulher.
b) Honra - “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e os adúlteros” (Hb 13.4).
Honramos o matrimônio através de nossa fidelidade e dedicação, mas mesmo entre casados pode haver impurezas, por isso o conselho bíblico afirma que também é necessário conservar o leito sem mácula; ou seja, sem pecado.
c) Sexo só no casamento - “mas, por causa da impureza, cada um tenha a sua própria esposa, e cada uma, o seu próprio marido” (1 Co 7.2). A poligamia é pecado. Toda relação fora do casamento é adultério, e não deve ter lugar na vida do cristão.
d) Não privar o cônjuge - “O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também semelhantemente a esposa ao seu marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, a mulher. Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e novamente vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência” (1 Co 7.3,4). Este texto revela vários princípios. Paulo chama a relação sexual de dever. Não faz isto com propósito de roubar o romantismo, mas sim de enfatizar a responsabilidade de cada um quanto ao assunto. Depois, mostra que a autoridade do corpo pertence ao cônjuge, para poder enfatizar que o casal não deve se privar da vida sexual; um não deve se negar ao outro. A abstinência sexual só é aconselhada por um período curto de tempo, com o consentimento de ambos, e com uma única finalidade: dedicar-se à oração.
Nestes versículos, Paulo mostra uma intensidade sexual na vida do casal que certamente é muito mais do que procriação!
e) Deleite - “Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher de tua mocidade, corça de amores, e gazela graciosa. Saciem-te os seus seios em todo o tempo; e embriaga-te sempre com suas carícias” (Pv 5.18,19). Há uma vida amorosa, de deleite para o cristão no casamento. A intimidade física faz parte do plano de Deus e deve ser vivida intensamente no lar cristão.
05.SUMIU O AMOR DO ESPOSO: EF 5.25; CL 3.19; 1 PE 3.7
O marido deve amar a esposa - O marido deve amar sua esposa assim como Cristo amou a sua igreja. Amar é um verbo. É mais que um sentimento, é uma decisão e um investimento.
“Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela.” (Ef 5.25)
“Maridos, amai a vossas esposas, e não as trateis com amargura.” (Cl 3.19)
“Tendo consideração para com a vossa mulher, como parte mais frágil, tratai-a com dignidade…” (1 Pe 3.7)
06.SUMIU A SUBMISSÃO DA ESPOSA: EF 5.22-24; CL 3.18; 1 TM 2.11,12; 1 PE 3.1-6
A esposa deve submeter-se ao seu marido - Isto não significa que o homem deva ser autoritário, mas ele tem seu lugar como cabeça do lar.
“As mulheres sejam submissas a seus próprios maridos, como ao Senhor; porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo. Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres estejam em tudo submissas a seus próprios maridos” (Efésios 5.22-24)
“Esposas, sede submissas aos próprios maridos, como convém no Senhor.” (Colossenses 3.18)
“A mulher aprenda em silêncio com toda a submissão. E não permito que a mulher ensine, nem que exerça autoridade de homem; esteja, porém, em silêncio.” (1 Timóteo 2.11,12)
07.SUMIU SER UMA SÓ CARNE: EF 5.31
É bom lembrar que diferenças de opinião e atitudes não são necessariamente defeitos numa personalidade. Quem é que nos faz ser diferentes (1 Co 4.7)? As diferenças que existem em cada pessoa enfatizam o fato que esforços vão precisar ser exercitados, para termos boa vivência um com o outro. Quando consideramos as diferenças de cada pessoa e procuramos de aproveitar o bom que cada um pode oferecer estamos mostrando ações de amor tanto para aquela pessoa quanto a seu Criador. E assim vivemos este princípio maravilhoso ser uma só carne.
08.SUMIU A ALIANÇA: “… o Senhor foi testemunha da aliança entre ti e a mulher da tua mocidade… sendo ela tua companheira e a mulher da tua aliança” (Ml 2.14).
O casamento tem seu aspecto legal que deve ser respeitado, mas ele é mais do que um contrato! É uma aliança. Um pacto. Não é algo que se faz hoje e se desfaz amanhã. E Deus mesmo é testemunha desta aliança que devemos honrar. A aliança do matrimônio é mistura de vida, e não pode ser rompida; o divórcio separa legalmente as pessoas, mas não anula a aliança.
09.SUMIU A CRIAÇÃO DOS FILHOS: EF 6.4; CL 3.20,21; PV 22.6,15;3.11,12;19.18;23.13,14; 29.15,17
A criação dos filhos “E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor” (Efésios 6:4).
Além do respeito dos pais para com os filhos, a Bíblia enfatiza a necessidade de que os pais corrijam e disciplinem seus filhos e que os eduquem nos caminhos do Senhor. Embora a igreja participe deste processo de educação cristã, a responsabilidade de fazê-lo pertence aos pais e não deve ser transferida! “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele” (Pv 22.6). Há vários textos do livro de Provérbios que falam sobre a correção dos filhos; o primeiro deles diz que Deus nos corrige como um pai corrige a seu filho, mostrando que a disciplina é algo santo: “Filho meu, não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enfades da sua repreensão. Porque o Senhor repreende a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem” (Pv 3.11,12). Outro texto fala sobre corrigir com moderação: “Castiga a teu filho, enquanto ainda há esperança, mas não te excedas a ponto de matá-lo” (Pv 19.18). Os filhos não devem crescer sem a correção dos pais: “A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara da disciplina a afastará dela” (Pv 22.15). “Não retires da criança a disciplina, pois se a fustigares com vara não morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno” (Pv 23.13,14). “A vara e a disciplina dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe. Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma” (Pv 29.15 e 17). Se a vara da correção for poupada, o prejuízo será grande!
A forma de ensinar e corrigir dos pais devem ser sábia e amorosa, para que seus filhos não desanimem: “Pais, não irriteis os vossos filhos, para que não fiquem desanimados” (Cl 3.21). A conduta dos pais cristãos deve ser estimulante. Muitos pais em vez de encorajarem seus filhos a andarem com Deus os desanimam. Não devemos agir assim, mas estimulá-los a servir ao Senhor de todo coração.
10.SUMIU A DRACMA DA VIDA CRISTÃ:
A vida cristã de muitas famílias tem se limitado a “casar no religioso” ou “batizar os filhos” e, nada mais.
Depois, só no dia do enterro, ou numa grave enfermidade é que voltam a pensar em Deus. Outros, vão um pouquinho mais adiante: ainda vão aos cultos de Domingo. Mas, em casa, não há os cultos domésticos, não há vida de oração e de leitura Bíblica. Um certo homem, fez um comentário que vale citar aqui: “Hoje, quando projetamos nossas casas, é comum a sala ser bem grande, para o maior ídolo do lar (a televisão), aquela que dedicam mais tempo e atenção. Em muitas casas tem sala de TV, mas não tem sala de oração ou de culto doméstico. “CULTO DOMÉSTICO” chega a ser uma palavra pré-histórica. Poucos na nova geração sabem o que é. Jó fazia seu culto doméstico. Veja Jó 1.5 (veja o destaque no texto:- “Assim fazia Jó continuamente”.
•Creio que não será difícil você lembrar-se de outras dracmas/valores, que estão desaparecidos no lar. Mas não vamos nos deter mais tempo na tragédia, vamos procurar logo a solução.
COMO REENCONTRAR AS DRACMAS PERDIDAS
1.DECIDA SER O HERÓI DA CASA:
Muitos pais procuram o pastor e pedem para dar um jeito em seu filho e vice-versa. Veja o 1º segredo do texto: Note que os verbos estão na 1ª pessoa do singular: “EU PERDI, EU ACHEI”. Foi também ela que procurou, não foram as vizinhas que vieram varrer sua casa. Não foi procurar o pedreiro que havia construído a casa…. Ela mesmo decidiu procurar.
NOTA:
Você quer que alguma área seja restaurada em seu lar?ü
Está procurando a
ü dracma/valor perdido?
Está varrendo a sujeira (poeira) para poder
ü achar?
Busque a Deus para Ele usar você, para achar estes valores e diga:
ü “Eis me aqui Senhor, envia-me a mim”. (Isaías 6.8)
2.VALORIZE OS PEQUENOS DETALHES
A mulher tinha 10 dracmas/valores, perdeu apenas uma. Ficou com 9 valores (a maioria). Mas, antes de perder a segunda ou a terceira, parou para costurar a carteira. Parou para correr atrás do prejuízo. (detalhes)
PEQUENOS DETALHES:
Bom dia/boa noite - Parabéns no aniversário
Escovar os dentes - Usar desodorante - Roupa espalhadas
Estes são alguns pequenos detalhes, entre tantos, que você poderá relacionar. Peça sabedoria a Deus. Tiago 1.5
3.NÃO ACEITE O CAOS COMO ALGO NATURAL:
A verdade é que muitos não acham nada porque não estão procurando. Decida, agora, um meio de salvar seu lar. Decida, agora, investir na procura de uma restauração da alegria em seu lar.
O texto nos diz que a mulher PROCURA a moeda, isto é, ela não assentou na cadeira da comodidade dizendo: “a vida é assim mesmo! É comum perder uma moeda tão pequena. Deixa prá lá!” Não! Ela reagiu, se esquentou, foi atrás. ELA PROCUROU!
OBSERVAÇÃO:
Quantos em sua casa se assentam na cadeira da comodidade, sempre achando que “o mundo é assim mesmo, não tem jeito de melhorar”, ou afirmando: “todo o marido é safado mesmo”, ou “todo adolescente tem que usar drogas…”, ou ainda: “toda mulher é lamurienta mesmo!”
Deus não fez meu querido irmão, seu lar para ser um inferno, e, se está sendo, precisamos reagir, ir à luta.
4.HUMILHE-SE PARA FAZER MUDANÇAS
Veja os textos: Lucas 14.11; Tiago 4.10; 1 Pedro 5.6. A mulher “VARREU A CASA”. Varrer incomoda quem se prontificou a assentar; varrer incomoda a poeira ou sujeiras que já se “tornaram parte” da mobília.
Quem sabe, é isto que esta faltando em sua casa: Uma varridinha em:
Sua boca, para produzir novas
ü palavras. Provérbios 18.21; 21.23; Tiago 3.10.
Seu tempo, para que você o
ü administre melhor e tenha tempo para Deus. Salmo 90.12
Em suas prioridades,
ü pois poderá ser que os valores que estão perdidos estejam bem relacionados a isto.
Nota: Coloque-se em oração para que o Espírito Santo lhe ajude a entender quais “os cantos que precisam ser varridos”.
5.SEJA DILIGENTE
A expressão do texto é fortíssima: “ATÉ ENCONTRÁ-LA”. Seja obsecado por este propósito. Ela só parou de procurar quando encontrou a dracma/valor. Há os que procuram os valores perdidos dentro de casa, como menino mal mandado: dá só uma olhadinha por cima e diz que não encontrou. Procuram com tanta má vontade, com tanta preguiça que, mesmo estando próximo do que procuram, não encontram.
CONSELHOS:
Não é só procurar e dizer: “Eu não achei! Não adianta procurar!”;
Coloque a restauração do seu lar como o seu maior ideal de vida;
Não desista facilmente, vá em frente:
a)Procure um método
b)Procure um meio correto
c)Procure uma benção de Deus
d)Procure um casal amigo/ajuda.
Leia Mateus 7.7; Salmos 18.6-7
6.SOBRETUDO, ACENDA A CANDEIA
Comentamos por último, porém:
Foi a primeira coisa que ela fez;ü
No escuro ficaria difícil
ü procurar;
Em João 8.12 diz para nos envolvermos de forma séria com Jesus;
ü Ele iluminará sua história, sua casa, sua vida, etc.
Talvez você diga: “Mas eu sou cristão, eu tenho Jesus”. Ter Jesus do ponto de vista humano e religioso não basta. Você precisa é nascer de novo (2 Coríntios 5.17).
Com a unção do Espírito Santo, a possibilidade de dar certo e de se achar o que se está procurando é maior. Vejam que não estou falando no sentido de se ter algum dom espiritual como: profecias, línguas estranhas, etc., e sim, mais propriamente, dos frutos do Espírito (Gálatas 5.22-26) que, com certeza, ajudarão em muito para a restauração de muitas áreas que estão deficitárias.
Nota: Tem gente sofrendo porque perderam dracmas em sua casa e sofrem mais porque estão procurando e não acham. Estão cansados, desesperados e desanimados.
O que falta? Acender a luz! Quanto a isto é preciso sempre esclarecer uma coisa, pois alguns dizem: “mas eu já sou cristão, gosto de Jesus, creio nele!” A Bíblia diz que até o diabo crê em Jesus e treme (Tiago 2.19).
Ter Jesus é mais que isto, é entregar-se totalmente à Ele, deixando-O dirigir a sua vida pela leitura da Bíblia, procurando sempre estar em comunhão com Ele pela oração. E ainda se dispor a servi-LO.
Campanha Família Abençoada 21.04.2007
QUE DEUS ABENÇOE NOSSA FAMÍLIA!
Pr. Ricardo Raymundo
 

Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com