PÁSCOA É MAIS DO QUE UMA CELEBRAÇÃO DE UM CICLO DE VIDA DA NATUREZA

 

Páscoa é mais do que uma celebração de um ciclo de vida da natureza.
“Não está aqui, porque ressurgiu, como ele disse. Vinde, vede o lugar onde jazia” (Mateus 28.6).
Sim, o túmulo está vazio. Cristo ressuscitou! E isso aconteceu para que eu e você pudéssemos ter acesso livre ao Pai, sem receios e sem barreiras. Jesus morreu e ressuscitou para pagar o preço de nossos pecados e para que, com Ele renascermos para uma vida plena e abundante.
A Páscoa é uma comemoração muito importante na vida do crente, ela é sinônima de libertação (Ex 12.17,42; Dt 16.3) entende-se também como início de novos rumos, da nova caminhada em direção a uma vida santa e segundo o coração de Deus. Sua instituição foi ordenada por Deus (Ex 12.1,2 e Jo 2.23), a observação pelos filhos de Deus deve ser contínua (Ex 12.28,50), a exemplo do Senhor Jesus, que junto a seus discípulos a comeu (Mt 26,17-20).
Usurpar-se da glória de Deus é a luta constante do diabo e, para tal, usa dos mais diversos meios. Em relação ao mover libertador de Deus (páscoa), o inimigo apresentou à igreja uma série de costumes e práticas pagãs, que imediatamente foram cristianizadas e incorporadas. Para comemorar a Páscoa, Coelhos e ovos de chocolate! Muitos desconhecem ou desconsideram a simbologia que os sustentam; são várias lendas, todas apontam para o fato de serem instituídos para louvor de determinada divindade; isto é o suficiente para que sejam eliminadas do arraial dos santos. O diabo chegou ao extremo de colocar um coelho (animal listado entre os impuros, lado a lado com os porcos e outros. Ver: Lv 11.6 e Dt 14.7,8), como representação do Senhor Jesus (o cordeiro). E todos concordam! É lamentável ver esta tradição extremamente viva no meio de muitas denominações.
Igreja do Senhor Jesus Cristo é tempo de acordar para a voz do Espírito Santo e permitir a sua ação, limpando o acampamento, destruindo os “deuses do lar” (Is 31.7) e objetos amaldiçoados; para que haja paz no meio do arraial. Fechar as porta para o diabo e suas estratégias é uma ordem do Senhor Deus.
Páscoa é o mesmo que “passagem” ou “passar por cima” e nos faz lembrar a passagem do anjo da morte na ocasião da morte dos primogênitos da Egito. A grande festa da páscoa celebra tanto a libertação do povo da escravidão como a salvação dos primogênitos dos judeus, cujas vidas foram poupadas. Em resumo: A PÁSCOA FALA DE LIBERDADE E VIDA.
NO NOVO TESTAMENTO PÁSCOA SIGNIFICA RESSURREIÇÃO.
Foi durante as comemorações da páscoa que Jesus Cristo ressuscitou garantindo-nos assim a vida eterna.
PÁSCOA SIGNIFICA LIBERDADE PLENA EM CRISTO.
Foi na páscoa que todos os discípulos ouviram falar que seu Mestre, amigo e Senhor iria ao encontro deles em Jerusalém. Já não havia mais motivo para temer. Jesus havia vencido a morte.
Quando julgamos que somos incapazes de grandes conquistas, ou nos apequenamos diante de um grande obstáculo, ou até quando nos recusamos a dar um passo em direção àquilo que foi alvo de nossos esforços por longo tempo, simplesmente por acharmos que não está ao nosso alcance estamos rejeitando a vitória de Cristo para nós e colocando-o de volta no túmulo.
A Páscoa é mais do que um ovo de chocolate ou um coelhinho cheio de bombons. Ela é vida, é tumulo vazio, é o renascer das esperanças de nossa plena vitória! Páscoa não é ovo nem coelho, Páscoa é o Cordeiro – CORDEIRO VIVO DE DEUS, não alimente o sistema das trevas ensine a seus filhos o real sentido da Páscoa, que é libertação da opressão do jugo de faraó, morte e ressurreição de Cristo (o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo).
Pr. Ricardo Raymundo

Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com