RUMO A PERFEIÇÃO

Bpo. Ricardo Raymundo

 

Fp 3.12,15

Definição:

Perfeito (5046) (teleios de telos = fim, um propósito, um objetivo, uma meta) significa completo, maduro, plenamente desenvolvido, adulto, levado ao seu estado final, acabado, não faltando nada necessário, integralidade em bom estado de funcionamento. Teleios significa solidez consumado, inclui a ideia de ser inteiro.

“Nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, para que apresentemos todo homem perfeito (gr.: teleios) em Cristo. E também para este efeito que eu trabalhei (ao ponto de exaustão literal!), me esforçando (agonizomai - mesmo verbo que descreve Epafras “trabalhando intensamente” em oração para o mesmo objetivo = que os santos de Colossos estivessem completos em Cristo), de acordo com Seu poder (o que sem dúvida é como Epafras também foi habilitado para a oração com tanta entrega e energia - e é a única maneira que podemos orar desta forma - seu poder que age em nós e através de nós), que opera em mim poderosamente.” (Colossenses 1.28)

Embora algumas palavras hebraicas e gregas fossem traduzidas para "perfeito” a ideia é geralmente de uma coisa completa em todos os detalhes (Hb. tamam, gr. katartizõ) alcançar um alvo ou atingir um propósito.

Filo de Alexandria dividiu seus alunos em três classes: aqueles que estão começando (gr.: archomenoi), os que estão fazendo progresso (gr.: prokoptontes), e aqueles que começam a atingir a maturidade (gr.: teleios).
 

Três estágios da perfeição são revelados:

(1º) Perfeição posicional, i.e.; possuída por cada crente em Cristo.

“Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados”.  (Hb 10.14)

(2º) Perfeição relativa,i.e.; maturidade espiritual (Fp 3.15).

“Todos, pois, que somos perfeitos, tenhamos este sentimento; e, se, porventura, pensais doutro modo, também isto Deus vos esclarecerá”.   (Fp 3.15)

Especialmente em aspectos tais como a vontade de Deus(Cl 4.12), “Saúda-vos Epafras, que é dentre vós, servo de Cristo Jesus, o qual se esforça sobremaneira, continuamente, por vós nas orações, para que vos conserveis perfeitos e plenamente convictos em toda a vontade de Deus”.
Amor

 “Nisto é em nós aperfeiçoado o amor, para que, no Dia do Juízo, mantenhamos confiança; pois, segundo ele é, também nós somos neste mundo”.   (1 Jo 4.17)

“No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor”.(1 Jo 4.18)

Santidade(2 Co 7.1), “Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus”.

Paciência(Tg 1.4), “Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes”.

E toda boa obra, “vos aperfeiçoe em todo o bem, para cumprirdes a sua vontade, operando em vós o que é agradável diante dele, por Jesus Cristo, a quem seja a glória para todo o sempre”. Amém!   (Hb 13.21)

A maturidade se alcança progressivamente,O autor de Pro­vér­bios diz que “a vereda dos jus­tos é como a luz da aurora que vai bri­lhando mais e mais até ser dia per­feito.” (Pv 4.18).  O vocá­bulo hebraico aqui é ‘kun’ que sig­ni­fica esta­be­le­cido, fixo; enquanto o grego da Sep­tu­a­ginta tra­duz por ‘katorthôse’ cujo sig­ni­fi­cado é estar direito, neste caso o sol estar a pino, ao meio dia, o dia perfeito. 

Quanto ao Novo Tes­ta­mento ini­ci­a­mos com o relato de Mateus 5.48 que diz: “Por­tanto, sede vós per­fei­tos (teleioi) como é per­feito (teleios) o vosso Pai celes­tial.” E nou­tra oca­sião “Disse-lhe Jesus: Se que­res ser per­feito, (teleios) vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; e vem, segue– me.” (Mt 19.21). Neste caso, a per­fei­ção está con­cen­trada, não na venda dos bens, mas no fato de estar dis­posto a dei­xar tudo para seguir Jesus.

Agora che­ga­mos ao ver­sí­culo supra escrito pelo Após­tolo Paulo: “mas, quando vier o per­feito, então o que é em parte será ani­qui­lado.” (1 Co 13.10). Nesta frase ‘o per­feito’ no grego ‘to teleion’ são artigo e adjec­tivo neu­tros, o que implica con­si­de­rar, não uma pes­soa, mas a qua­li­dade dessa pes­soa, que é a per­fei­ção. Isto é, a matu­ri­dade atin­gida medi­ante os anos e a expe­ri­ên­cia diá­ria. Paulo quer dizer que, no iní­cio da car­reira cristã, o nosso conhe­ci­mento e o nosso dom pro­fé­tico são imper­fei­tos, mas, quando atin­gir­mos a matu­ri­dade não haverá mais imper­fei­ção. Será tal como o sol, quando está a pino e alu­mia mais cla­ra­mente, e quando é dia perfeito.

Assim, tam­bém os cris­tãos desen­vol­vem os talen­tos e dons espi­ri­tu­ais até atin­gi­rem a matu­ri­dade, como nos acon­se­lha Paulo: “Irmãos, não sejais meni­nos no enten­di­mento; na malí­cia sede cri­an­ci­nhas, mas tornai-vos adul­tos no enten­di­mento”. (1 Co 14.20). E dá-nos o seu exem­plo pes­soal: “Quando eu era menino, pen­sava como menino; mas, logo que che­guei a ser homem, aca­bei com as coi­sas de menino.” (1 Co 13.11).  

Aperfeiçoando a nossa santidade,“e Sois assim insensatos que, tendo começado no Espírito, estejais, agora, vos aperfeiçoando na carne?” (Gl 3.3) agora sendo aperfeiçoados?E é feita através dos dons do ministério concedidos para "o aperfeiçoamento dos santos" (Fp 4.12). “Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez”;  (Fp 4.12)

(3º) Perfeição final,i.e.; a perfeição no espírito, na alma e no corpo, que Paulo nega ter alcançado (Fp 3.12), “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”.   (Fp 3.12) mais que será realizada quando da ressurreição dos mortos para, de algum modo, alcançar a ressurreição dentre os mortos. (FP 3.11) Para o cristão, nada que careça da perfeição moral de Deus é o seu padrão absoluto de conduta, mas as Escrituras reconhecem que os cristãos não alcançam a perfeição sem pecado nesta vida (comp. 1 Pe 1.15,16; 1 Jo 1. 8-10) “pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento”,   (1 Pe 1.15)


“Porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo”.   (1 Pe 1.16)1 Jo 1.8-10).

“Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós”.  (1 Jo 1.8)

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”.  (1 Jo 1.9)

“Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós”.  (1 Jo 1.10)

Paz


Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com