A Fonte da Unidade dos Cristãos

                          

Pr. Ricardo Raymundo


 
Leitura: João 17.10-12


“ Pai santo, protege-os em teu nome, o nome que me deste, para que sejam um, assim como somos um.” (v. 11)


“A união faz a força”: todo mundo sabe disso.  Uma vara só dá para dobrar; um feixe de varas, não. Mas, se a união faz a força, quem é que faz a união? E quem faz uma união que não pode ser dobrada por uma união ainda mais forte?
Talvez o provérbio citado no início nem seja tão confiável assim! Talvez a gente também precise perguntar pela qualidade da união, precise perguntar: quem a garante e qualifica?
É isto que Jesus tem em mente ao falar a seus discípulos da união que deverá reinar entre eles. Ele não diz que tal união será o fruto de uma organização perfeita. Não diz que não podem ter opiniões diferentes, ou soluções diferentes para os problemas. Jesus faz da união dos discípulos um motivo de prece.
Pede ao Pai que proteja os que Ele lhe deu, em seu nome, dentro da unidade que existe entre o Pai e o Filho.
Vejamos: esta unidade já existia antes de nossas tentativas humanas de nos unirmos. Não fomos nós que a criamos.
Ela existe desde a eternidade, e nós somos chamados a participar dela. É tal união em seu nome que faz nossa força.
Todos os demônios do inferno, mesmo que conseguissem se unir, não seriam capazes de destruir a união existente entre o Pai e o Filho. Quantas vezes tentamos remendar nossa desunião com remendos humanos, esquecidos de que o manto de Cristo é um, é íntegro, e que nossa unidade só é legítima quando baseada em seu nome, abrigada na unidade existente entre o Pai e o Filho!


Oração: Dá-nos, Senhor, que possamos abrigar-nos na unidade eterna que existe entre o Pai e o Filho!
 
Paz


 


Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com