Pode-se Enquadrar o Agir de Deus?

 
 Pr. Ricardo Raymundo

 

Leitura: João 5. 16-30

Então os judeus passaram a perseguir Jesus, porque ele estava fazendo essas coisas no sábado. Disse-lhes Jesus: "Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando". (v. 16s)


Assim como os judeus, nós também muitas vezes tentamos achar regras e enquadrar o agir de Deus de acordo com os nossos propósitos. Queremos respostas imediatas para nossas orações e quando elas não são de acordo com nossos planos ficamos chateados e questionamos o agir de Deus. Mas o agir de Deus não se enquadra em formas pré-estabelecidas. Veja o exemplo da história de Balaão, quando Deus falou através de uma jumenta (Nm 22).
Durante o seu ministério Jesus também agiu de forma não convencional, surpreendendo muita gente. Ele jantou com cobrador de impostos, falou com prostitutas e se importou com pessoas que eram rejeitadas pela sociedade. No texto de hoje Jesus mostra que não se deixa intimidar pelas críticas. Ele tem a sua escala de prioridades definida – e esta é fazer o que o Pai quer que ele faça.
Como filhos de Deus somos chamados a seguir o exemplo de Jesus.
Qual tem sido a nossa reação diante de críticas com relação a nossa conduta cristã no dia-a-dia? Temos nos deixado influenciar por comentários e críticas de familiares, colegas de trabalho ou outros?
Ou continuamos a seguir firmes no propósito de andar nos passos de Jesus, sendo fiéis à vontade de Deus, e não apenas seguindo as regras impostas pela sociedade?


Oração: Pai querido, nem sempre é fácil permanecer fiéis a tua vontade quando estamos sob a pressão deste mundo. Ajuda-nos a seguir firmes nos passos de Jesus.

Paz


Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com