Qual o Nome da Sua Tentação

 
Pr. Ricardo Raymundo


Leitura: Gênesis 3.4-6

". . . tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também". (v. 6)


A vida cristã tem um importante segredo: o seu significado consiste, não na posse, mas na entrega. Sua riqueza não se mede pelo que se tem, mas pelo que se dá. Sua profundidade se percebe, não pelo que se acumula, mas pelo esvaziar-se de si mesmo.
Há um momento muito significativo na vida de Pedro. De fato, o episódio conhecido como “a pesca maravilhosa” poderia se intitular “o encontro maravilhoso”(Lc 5).  Enquanto os barcos cheios de peixes descansam na praia, Pedro está ajoelhado aos pés de Jesus, confessando o seu pecado. Ou seja, quanto mais perto estamos de Jesus, tanto mais sabemos quem somos. Assim como a pecaminosidade deve ser confessada, a tentação deve ser identificada e repreendida. É uma ilusão, um engodo pensar que tentação é coisa de “fracos espirituais” e que os mais maduros na fé vivem acima dela.
Ledo engano e grande arapuca! A tentação deve ser reconhecida, identificada e entregue aos pés de Cristo.
Você sabe qual é a tentação que gosta de dançar ao seu redor?
Para uns pode ser a gula; para outros, talvez o orgulho espiritual e etc... Para certos homens, é “um rabo de saia”; já outros suam de prazer quando o poder lhes cai nas mãos.  A lista poderia ser maior, mas o importante é identificar nossos pontos fracos, pois com eles o diabo se delicia em nos atrair.
Não se trata de culpar Satanás pelas nossas tentações, mas de procurar conhecer-nos a fim de tomarmos consciência das nossas fraquezas, das áreas nas quais precisamos de ajuda e em relação às quais precisamos orar de forma mais intensa.

Oração: Senhor, não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal!


Paz


Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com