Consagrando Nossos Bens

 

 

Pr. Ricardo Raymundo

 


Leitura: Êxodo 25.23-30; 27.1-8; 40.9-10

“ Unja com o óleo da unção o tabernáculo e tudo o que nele há; consagre-o... e ele será sagrado.” (Êx 40.9)


Moisés continua a obedecer à orientação de Deus. Agora cada objeto e mobília do tabernáculo devia ser consagrado para a função que Deus havia especificado. O derramamento de óleo sobre eles significava que seriam utilizados exclusivamente para o serviço de Deus. Agora cada prato, recipiente, vaso, taça, pinça, bandeja, pá, bacia, garfo, lâmpada ou móvel seria objeto ú til na mão de Deus, para ajudar o povo em sua caminhada. É interessante observar que, quanto mais perto um objeto estava da presença de Deus, maior o valor do metal do qual ele era feito (na arca: ouro puro; no pátio: bronze). Porém todos eles, tanto faz se fossem feitos de madeira ou de ouro, precisavam ser consagrados.
Muitos anos mais tarde, tendo os babilônios roubado os objetos do templo de Jerusalém, o rei Belsazar os utilizou para festejar com seus convidados (Dn 5). E logo veio o juízo de Deus, na mão que escrevia na parede anunciando que seu reino seria entregue aos persas. Isto se cumpriu na mesma noite! Vemos, pois, que Deus não divide com outros aquilo que um dia lhe foi consagrado.
Tem gente que coloca decalques em seu veículo expressando que este foi consagrado ao Senhor. Porém “A serviço do rei Jesus” ou “Propriedade exclusiva de Jesus” não deveriam ser somente frases de efeito, mas realidade em todo momento. Vamos dedicar também nossos pertences ao reino de Deus. Permitir que sejam santos, quando colocados a serviço de um Deus santo.

Oração: Senhor, obrigado que meus pertences podem ser úteis para levar o teu amor aos outros. Ensina-me a dedicá-los a ti!

Paz


Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com