A Alegria da Confissão e do Perdão

A Alegria da Confissão e do Perdão

 

Pr. Ricardo Raymundo

 

Leitura: Salmo 32


«Como é feliz aquele que tem as suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados»! (v. 1)

Lendo atentamente o Salmo 32, constatamos a presença de dois sentimentos opostos. Por um lado Davi fala da angústia e dor provocadas pelo pecado. Ouçamos mais uma vez como ele descreve o seu estado na condição de pecador não perdoado: Enquanto eu mantinha escondidos os meus pecados, o meu corpo definhava de tanto gemer.
Pois dia e noite a tua mão pesava sobre mim; minhas forças foram-se esgotando como em
tempo de seca. O salmista resume tudo no versículo 10, onde diz: Muitas são as dores dos ímpios... Por outro lado, o salmista fala de uma alegria quase indescritível. Seu coração não pode conter o júbilo que ela produz. Por isto ele convida: Alegrem-se no Senhor e exultem vocês que são justos...!
O que opera esta mudança radical é o reconhecimento, a confissão e o perdão do seu pecado, descritos no versículo 5: Então reconheci diante de ti o meu pecado e não encobri as minhas culpas. Eu disse: confessarei as minhas transgressões ao Senhor, e tu perdoaste a culpa do meu pecado. A partir dos dois Salmos e das meditações desta semana, todos nós certamente aprendemos algo muito especial: todas as vezes que Deus nos convida ao arrependimento e à confissão, Ele o faz movido pelo seu infinito amor. Quer que cada um de nós tenha alegria, paz, vida plena e salvação.

Vejamos o que Deus nos diz em Provérbios 28.13: Quem esconde seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia.

Oração: Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador. Obrigado pelo teu perdão, através de Jesus. Amém.

Paz
 


Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com