Lembrando os «Bons Tempos».

Pr. Ricardo Raymundo

Leitura: Salmo 42.1-4

 

“Quando me lembro dessas coisas choro angustiado. Pois eu costumava ir com a multidão, conduzindo a procissão à casa de Deus, com cantos de alegria e ação de graças entre a multidão que festejava.” (v. 4)

 

 

Com o coração cheio de saudade por estar longe dos cultos e do templo do Senhor, o salmista começou a olhar o passado com tristeza no coração. Lembrou dos dias festivos, quando se encontrava no meio da multidão que subia com grande alegria e cânticos à casa de Deus. Naquela ocasião ele sentia que Deus estava perto dele e isto era o principal motivo de sua alegria. Quando estamos passando por momentos difíceis, facilmente olhamos para trás e sentimos saudade dos “bons tempos”.

Jó experimentou algo parecido: “Como tenho saudade... dos dias em que Deus cuidava de mim... dos dias do meu vigor, quando Deus abençoava a minha casa, quando o Todo- poderoso ainda estava comigo e meus filhos estavam ao meu redor” (Jó 29.2-8).Olhar o passado pode nos encher de gratidão pela bondade de Deus em nossa vida, mas também pode levar-nos à amargura, por acharmos que no presente estamos cercados pela miséria. Muitas pessoas, especialmente as de mais idade, contam as lembranças do passado como se naquela época não houvesse dificuldades e como se hoje tudo fosse ruim. Parece que a saudade apaga as más recordações. Mas isto é ilusão. Importante é saber que o nosso Deus anda conosco a cada dia de nossa vida e jamais nos abandona.

Oração: Senhor, obrigado que Tu és o mesmo, ontem, hoje e para sempre. Quero louvar-te por tudo que fizeste em minha vida no passado e pelo que estás fazendo hoje e pelo que farás amanhã.


Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com