Honestidade

     Pr. RicardoRaymundo

 


Leitura: Provérbios 20.23


O Senhor detesta pesos adulterados, e balanças falsificadas não o agradam.  Administrar os bens à maneira de Deus não é igual para todas as pessoas, como também não é igual à quantidade de bens que cada um deve administrar. Deus não deu receitas do tipo “compre isto e não aquilo”, “invista neste e não naquele projeto”.
Isso é responsabilidade que Ele nos deu, bem como a capacidade e também a liberdade para decidir como administrar. Isto não significa que tudo seja válido, que o importante seja multiplicar os bens. Em primeiro lugar, Deus não está preocupado com a quantidade, e sim com a qualidade.
Segundo, há pelo menos um requisito absoluto: a honestidade.Vivemos num mundo em que a honestidade tornou-se algo relativo.
Cada um decide o que acha ser honesto e o que pensa ser desonesto. Geralmente, desonesto é quando os outros o fazem.
Uso o telefone do meu escritório para ligações particulares, mas acho o cúmulo que minha empregada doméstica faça o mesmo.Para Deus, a honestidade não é relativa.
Independe do valor envolvido, seja um clipe ou um milhão de reais, um chocolate ou uma licitação pública.
Deus ama a honestidade e despreza a falsidade.
Tornar-se um servo fiel também exige que nos
tornemos servos honestos. Apesar de muitas vezes ser difícil de segui-lo, o caminho da honestidade é mais fácil de ser identificado.
Tomar uma decisão honesta é mais simples porque o caminho da honestidade é claro, e não exige desculpas nem mentiras.

Oração: Ó Senhor, dá-me a coragem de escolher sempre o caminho da honestidade.

                                                      
Paz


Sede: Elzira Vivacqua, 195 - Jardim Camburi - Cep 29090-350 - Vitória - ES - Brasil
Rádio Profetizando Vida © - www.profetizandovida.com

Desenvolvido e Hospedado por Poly Design - www.polyinformatica.com